Empatia: Ou você tem, ou deveria ter

Instagram
Compartilhar no Whatsapp


Bem possivelmente alguém já disse para você “coloque-se no meu lugar”. E você, do seu jeito, fez esta inversão de papeis e não mudou nada. Você continuou com a mesma opinião e sem conseguir ver o que ela via, pensar o que ela pensava ou sentir o que ela sentia. Talvez você tenha apenas trocado de copo e esperando sentir um gosto diferente da mesma bebida.

Empatia é a capacidade de pensar como o outro, sentir como o outro e ver como o outro. É despir-se totalmente de seus valores, preconceitos e julgamentos e absorver a outra pessoa na sua integralidade. Como se conseguisse, em questão de segundos, transferir para si toda a bagagem adquirida por ela ao longo de sua existência. Todas as influências que ela recebeu de sua família, amigos, escola, igreja, tudo aquilo que ajudou a formar sua personalidade, sua forma de pensar e agir. E uma vez absorvido tudo isto, conseguir ter uma segunda consciência. Uma consciência que não conflita com a sua, apenas te dá uma segunda visão sobre o mesmo assunto.

Você consegue transitar entre uma consciência e outra, consegue concordar e discordar de você ao mesmo tempo e isto não ser um problema. O que antes era obscuro, agora é claro, o que antes era irracional, agora faz todo o sentido. Você compreende que sua opinião, que diverge da dela, tem exatamente o mesmo peso, a mesma importância e a mesma relevância que a opinião dela. Você não é mais do dono da verdade, aliás, a verdade se tornou algo tão subjetivo que você nem acredita mais que ela tenha dono.

Quantas brigas, julgamentos, preconceitos e injustiças não seriam evitadas se todos nós conseguíssemos avaliar o comportamento do outro não pela nossa ótica, mas pela ótica dele. Quanta compreensão, quanto amor e quanta tolerância haveria na sociedade e nos relacionamentos se deixássemos nosso egoísmo e arrogância de lado para sermos o outro por alguns instantes.

Pessoas brigam e se ofendem por divergências políticas o tempo todo. Algumas feministas com ódio de homens e alguns homens que ainda acham que mulheres são posses. Alguns gays que acham que qualquer coisa é homofobia e alguns héteros que querem ditar a vida dos gays. Alguns religiosos demonizando ateus e alguns ateus ridicularizando religiosos. Alguns pobres culpando ricos por suas mazelas e alguns ricos que pouco se importam com os pobres. Alguns negros que querem tomar aquilo que é do branco por dívida histórica e alguns brancos que ainda veem negros como inferiores. Casais brigando e se separando diariamente por pura falta de compreensão e tolerância. Não são todos assim, mas aqueles que são sofrem, pois sentem ódio e o ódio é fruto da intolerância e a intolerância só existe onde não há empatia.

Quantos relacionamentos você não pode ter perdido por pura falta de compreensão do outro? Quantos amigos você deixou de fazer por preconceito? Quantas oportunidades você não perdeu por prejulgamentos?

Seus relacionamentos e sua vida social podem ser muito mais leves e prazerosas se você praticar a empatia. Se você sair do lugar de dono da verdade e aceitar que a sua verdade é só sua e não representa o todo. Que existem muitas outras verdades como a sua, com o mesmo valor que a sua, e que uma não precisa necessariamente sobrepujar a outra. Elas podem viver em paz e harmonia.

Coloque-se no lugar de alguém que você discorda. Coloque-se no lugar de alguém que você inveja. Coloque-se no lugar de alguém que você desdenha. Coloque-se no lugar de alguém que você tenha ódio. Coloque-se no lugar daquele que você não aceita.

Coloque-se no seu lugar. No lugar de quem deve começar a encerrar este círculo vicioso, rompendo barreiras, quebrando preconceitos e ajudando a criar uma sociedade mais tolerante e harmoniosa.

Ganha você, ganha eu, ganhamos todos nós.

Instagram


Instagram