A vantagem que a criança obesa tem para emagrecer

Compartilhar no Whatsapp


Depois que eu perdi 45kg é comum pessoas me pedirem dicas para emagrecer. Tenho sempre a maior boa vontade em dar algumas dicas . Um dia destes uma pessoa me pediu algumas dicas de emagrecimento não para ela, mas seu neto, um garoto de cerca de 12 anos e que está mais de 20kg acima do seu peso saudável, já impactando em problemas de saúde e já tomando medicação para contornar os efeitos que o seu peso excessivo vem causando em sua saúde.

Ela certamente queria ouvir algo do tipo: “Tem um chá que é ótimo!” ou “Já tentou aquela dieta que você emagrece sem cortar nada?” ou ainda “Tem um negocinho que você coloca na comida que tira todo o apetite”. Afinal, quem não quer uma dica milagrosa para emagrecer?

Mas como quem quer ajudar de verdade fala o que é preciso e não o que a pessoa quer ouvir, precisei ser sincero e falei: “Ele, seu neto, tem uma vantagem incrível que certamente poderá ajuda-lo a emagrecer rapidamente”.

Ela, claro, ficou animada e ansiosa pela dica que eu ia dar e perguntou “Sério? Que vantagem é esta?” e então eu respondi “Ele tem um adulto que pode controlar o que ele come!”

Então o semblante dela mudou, e como quem se sentiu desafiada me disse “Ah, mas não tem jeito. A gente já tentou de tudo e não dá. Ele chora, ele esperneia, ele faz escândalo e aí não tem jeito, a gente tem de dar o que ele quer”.

Mas eu continuei e disse “Pois é, para eu emagrecer não foi nada fácil, porque é muito difícil ter autocontrole e disciplina e muitas vezes temos recaídas. Quisera eu ter alguém que me ajudasse controlando o que eu poderia ou não comer. Esta vantagem eu não tive, mas ele tem.”

Sabe, eu não tenho filhos, mas não preciso ter para saber que existem pais que cedem a tudo o que os filhos pedem e existem pais que sabem se posicionar e sabem controlar o que seus filhos comem. Crianças não sabem escolher o que é bom para elas, isto é função dos pais. Crianças não entendem de valores nutricionais, não entendem de calorias, não entendem de nada disto. O que eles sabem é se é gostoso ou não, e só. Mas os pais sabem e tem a obrigação de educar seus filhos para uma alimentação saudável.

Os filhos hoje mandam nos pais e o reflexo disto será terrível para eles quando se tornarem adultos.

No que diz respeito a saúde, possivelmente serão obesos, sofrerão bullyng na escola, terão problemas com relacionamentos principalmente na adolescência, terão sérios problemas de saúde e terão sua expectativa de vida absurdamente reduzida. Só isto deveria ser o suficiente para os pais de uma criança obesa mudarem de atitude.

Mas não só isto, estas crianças irão crescer e se tornarão adultos que acham que a sociedade tem obrigação de atender todos os seus desejos, terão enorme dificuldade em lidar com frustrações, essencial para a formação do indivíduo. E quem causou tudo isto a eles? Os pais! Aqueles que atendiam como uma ordem cada desejo do filho. Não ensinaram limites, não deram a ele a oportunidade de aprender o que é frustração, que ele não é especial, que ele não é o centro do mundo e, principalmente, que desejo não é direito.

As crianças obesas tem a vantagem de terem um adulto que pode controlar o que elas comem, mas ao mesmo tempo, tem a desvantagem de terem pais que estão mais preocupados em satisfazerem as vontades dos filhos do que em mantê-los vivos e saudáveis física e psicologicamente, agora e para a vida adulta.

Abaixo um vídeo onde o Prof. Mário Sérgio Cortella fala sobre este tema:








Veja primeiro minhas postagens. Clique no botão: